Departamentos do Financeiro: como tornar digital

A tecnologia está cada vez mais imersa no mercado corporativo.

Muitas coisas precisaram ser modificadas: fluxos; modelos de trabalho; processos; cargos; entre outras.

E na maioria das vezes a tecnologia estava lá, presente. Sempre buscando facilitar e otimizar alguns processos, proporcionando experiências mais assertivas e que agregassem bem mais.

Entre tantas automações e transformações, estão os departamentos das empresas. 

Dependendo do departamento, a mudança foi drástica e facilmente conseguiria visualizar essas alterações, tornando tudo mais palpável. Em especial, nos departamentos do Financeiro.

E é para isso que estamos aqui hoje, para entender melhor como tornar digitais departamentos do Financeiro!

Vamos lá!

Tarefas-do-setor-financeiro %categoria Departamentos do Financeiro: como tornar digital

O que seria “tornar digital”?

Tornar digital seria o ato de transformar atividades e departamentos convencionais até mesmo através da tecnologia, principalmente quando o foco é a solução de problemas.

Alguns dos problemas que podem surgir com o modelo de empresas tradicionais:

  • Pouca produtividade
  • Falta de tempo hábil 
  • Diminuição de desempenho
  • Agilidade
  • Assertividade
  • Eficiência; entre outros.

Esses são apenas alguns dos problemas que essa transformação digital consegue solucionar, mas depende muito de cada modelo de empresa e estilo de trabalho.

É importante ressaltar que essa transformação não se dá apenas através da tecnologia, mas também ao adotar exigências de uma realidade nova

Outro ponto nessa mudança que também precisa ocorrer, é a transformação cultural. Sem ela, fica difícil os fluxos seguirem a cadência ideal.

Sua empresa(de maneira geral) precisa estar ciente de todos os pontos que serão modificados, atrelando-os a cultura da empresa.

Ou seja, é uma transformação que precisa ser aceita, compreendida e posta em prática por todos.

Big Data

Big Data se trata de um termo da Tecnologia da Informação que refere-se a conjuntos de dados em grande escala que precisam ser processados e armazenados através de 3 Vs.

Ao tornar departamentos do Financeiro em “digitais”, é importante que o Big Data seja “acionado” e utilizado, pois estará lidando com Velocidade, Volume e Variedade de dados. 

Os 3 Vs são importantíssimos e é necessário entender bem o que cada um representa.

Sendo eles:

  1. Velocidade
  2. Volume
  3. Variedade

Na velocidade, refere-se muito a frequência que as coisas surgem e como tudo acontece de forma muito rápida, até mesmo quando se está falando sobre processamento de dados. É importante seguir o fluxo e o ritmo, otimizando cada vez mais a gestão de tempo!

No volume, refere-se mesmo a quantidade de dados que o Big Data processa, e a tendência é que cresça ainda mais, o ideal é utilizar ferramentas que auxiliem nessa gestão, visando até mesmo o desenvolvimento do negócio. 

Já na variedade, o Big Data refere-se a variedades de dados que podem ser armazenados e gerenciados, sensores, áudios, vídeos, texto, dados estruturados e não estruturados, entre outros. A variedade é grande, sempre agregando cada vez mais.

setor-financeiro-administracao %categoria Departamentos do Financeiro: como tornar digital

Levantamento de riscos

Hoje, praticamente tudo precisa ser processado e armazenado, os dados estão por toda parte e precisam ser gerenciados da melhor forma possível, então se atente aos riscos!

O levantamento de riscos é indispensável e precisa ser feito com uma certa frequência.

O mercado financeiro está em constante mudança e muitos dados são processados, e com eles, surge a necessidade de tomar decisões a curto e longo prazo.

Entretanto, as pessoas precisam de informações o mais rápido possível e as decisões precisam ser tomadas quase que instantaneamente, são raras as decisões que podem ser adiadas.

Todo cuidado é pouco.

Alguns fatores são cruciais para que algumas ideias realmente sejam postas em prática, a análise é importantíssima e necessária.

Pontos como:

  • Usuários envolvidos no processo;
  • Pontos fracos do processo/projeto;
  • Porcentagem/chances de falhar;
  • Planos preventivos para evitar possíveis problemas; e
  • Controles de danos.

Todos esses pontos precisam ser levados em consideração, para que até mesmo a transformação dos departamentos do Financeiro em digital consiga concluir com êxito.

Processos

Antes da transformação é importante que seja um levantamento sobre quais processos cada departamento gerencia e como podem ser otimizados.

É importante que cada processo seja detalhado juntamente com as pessoas que participam dele, desde a primeira a ter contato até a última, assim, garantindo até mesmo que as pessoas estejam cientes de como ocorre, à nível de conhecimento.

Processos irão precisar ser adaptados e te informo logo de primeira: não vai ser fácil.

Quando estamos acostumados com um modelo tradicional e passamos a adotar um totalmente diferente e tecnológico, é um pouco difícil se adaptar.

Entretanto, depende de colaborador para colaborador. Mas a cultura da empresa também precisará ser “adaptada”, é importante que haja um tempo hábil para a adaptação.

Com a adaptação dos processos, as otimizações também chegam. E com elas, algumas facilidades e também “dores de cabeça”, pois requer paciência e bastante estudo.

Mas é algo que vai te trazer resultados a curto e longo prazo, sem dúvidas.

Essas otimizações, dentro do “novo mundo corporativo”, geralmente são feitas através de automações que visam gerar mais produtividade, segurança e otimização no gerenciamento de tempo.

Dentro dos departamentos do Financeiro existem coisas específicas que só o setor irá compreender, ou seja, as automações para os departamentos serão únicas e preferencialmente, personalizadas.

Ao personalizar automações que estão interligadas a processos, você consegue enxergar muito mais resultados, pois está alinhado com o seu modelo de negócio, e é o ideal a ser feito.

Um outro fator bastante importante que a automação de processos pode proporcionar, é o aumento de lucro nos negócios, temos uma matéria sobre que talvez você possa se interessar.

Fluxograma-Financeiro-contas-a-pagar-e-receber %categoria Departamentos do Financeiro: como tornar digital

TI

A Tecnologia da Informação também faz parte desse mundo, e ela está totalmente interligada com o Big Data que pontuamos interiormente.

De forma clara e objetiva, Tecnologia da Informação consiste no conjunto de tecnologias e soluções computacionais, podendo ser elas através do hardware ou do software, principalmente quando utilizada para gestão.

Quando aplicada ao mundo corporativo, ela é muito assertiva principalmente quando há a integração entre setores/departamentos.

Mesmo que algumas documentações de departamentos do Financeiro ainda precisem ser físicas, é importante adaptar os setores a essa nova realidade.

Integração entre setores

A integração entre setores pode ser definida como um dos principais benefícios dessa transformação digital

Ao integrar setores, você consegue otimizar e facilitar processos, além de lidar com eles de forma segura.

Existem alguns tipos de sistemas para automação que visam principalmente essa integração, e um deles é o ERP.

Ele se trata de uma base que é personalizada e adaptada de acordo com módulos que consigam unir departamentos de uma empresa, integrando-os e garantindo que o fluxo ocorra da melhor forma possível.

Ou seja, ideal para departamentos do Financeiro que envolvem grandes e pequenos trâmites.

Interessante, né?! 

E isso tudo é só a “pontinha” do iceberg, tem muito mais coisas!

Entre em contato conosco e compreenda melhor sobre como pode tornar departamentos do Financeiro em setores digitais! 

Banner-e-Emails-11 %categoria Departamentos do Financeiro: como tornar digital
Banner-e-Emails %categoria Departamentos do Financeiro: como tornar digital

Se Interessou?

Entre em contato agora com um dos nossos especialistas!

Endereço

Av. Prudente de Morais, 2293 – Lagoa seca
Natal, RN

Telefone

(84) 4006-5767