O que é a Área de Descompressão e quando deve ser usada

Muito se fala de flexibilidade de trabalho e ambientes mais livres mas de fato, podemos perceber que a forma de trabalho que foca mais nos resultados entregues e menos em carga horária é cada vez mais comuns nas empresas brasileiras, mesmo em mercados mais tradicionais.  Esse modelo traz diversas vantagens para a organização e para a equipe mas a pressão imposta, mesmo que de maneira indireta, é algo que precisa ser amenizado. 

O modelo híbrido de trabalho, onde é mesclado o trabalho nas instalações da empresa e em home office é uma das práticas adotadas para diminuir a pressão e deixar a equipe com mais liberdade para incluir na sua rotina outras atividades da sua vida pessoal. 

No retorno a empresa, se procura um ambiente agradável e confortável que remeta questões de casa e que seja possível interagir mais com os colegas de trabalho. As salas de descompressão são ambientes que buscam unir esses dois pontos. Veja algumas ideias  nesse post e descubra como encaixá-las a sua empresa! 

Primeiro, o que são salas de descompressão?

As salas de descompressão são ambientes descontraídos com objetivo de aliviar a pressão e principalmente, estimular a convivência e interação entre as pessoas. Não são locais exclusivos para descansar, pois podem ser utilizados para sair do ambiente formal de trabalho e continuar outras atividades que exigem mais outros estímulos, mais criatividade ou simplesmente que podem ser feitas em outro formato.

Esses ambientes ficaram bem famosos por empresas como Google, Facebook e Nubank, por exemplo, mas não necessariamente precisamos de lugares multicoloridos, com escorregas e tobogãs com altíssimos investimentos para atingir os nossos objetivos.

5 dicas de como montar um ambiente de descompressão.

1. Alinhe os objetivos do espaço

Como em qualquer iniciativa que será executada, o primeiro ponto é entender os objetivos. 

Algumas empresas utilizam ambientes de descompressão em um local isolado da área comum da empresa, enquanto outras utilizam praticamente uma extensão do local de trabalho e fica integrado a ele. A escolha dependerá dos objetivos do espaço e o que a empresa quer proporcionar. 

Será interessante locais em que as pessoas possam ficar no silêncio e concentradas? Poderão fazer reuniões informais? Será apenas para diversão ou relaxamento?

Comece se perguntando o porque dessa iniciativa e o que ela precisará trabalhar.

2. Entenda sua equipe e alinhe seus objetivos

Entender a sua equipe e cultura da empresa é essencial para montar projetos de melhorar o bem estar de todos. Colocar esforços em pontos que não serão valorizados por quem de fato estará usando é um desperdício. 

Muitas vezes buscamos por ideias mirabolantes mas o resultado ótimo está em pequenas ações, então o melhor a se fazer é perguntar para os usuários. 

Algumas sugestões de perguntas para nortear o início do projeto:

  1. O que pode ser melhorado no ambiente de trabalho?
  2. O que gostam de fazer em seu tempo livre?
  3. O que os ajudam a ter novas ideias?

Entenda sua equipe e alinhe isso aos objetivos traçados para montar um bom projeto.

3. Plano de Ação para Executar

Uma vez alinhado e divulgado para a equipe é importante montar um plano de ação para gerenciar o que será implantado. 

Dividir as atividades com a equipe e ter uma gestão participativa em um projeto que eles serão os usuários é algo que pode ajudar o resultado final.

O orçamento previsto deve estar alinhado com as prioridades a serem trabalhadas no projeto.

4. Dividir o projeto em elementos

Para facilitar a organização e ter o melhor resultado possível, é importante pensar em todos os elementos que irão compor o ambiente. Eles devem estar alinhados com os objetivos traçados no início. Listamos alguns para serem observados.

Iluminação

A iluminação, seja natural ou artificial, precisa ser pensada para deixar o ambiente mais agradável e preparado para as atividades que serão realizadas.

Decoração

As cores e objetos de decoração vão grande diferença no espaço! Avalie o que se adequa de uma melhor forma para não deixar o ambiente pesado ou cansativo, eles precisam contribuir para o relaxamento e prazer.

Equipamentos 

O espaço terá TV, cafeteira, roteador específico para uma boa internet, videogame? Definir quais equipamentos e onde eles ficaram dentro do ambiente precisam estar alinhados ao que o espaço se propõe a fornecer.

Mobiliário

Os móveis devem ser pensados com cuidado! Ninguém consegue relaxar em móveis desconfortáveis! Procure produtos de boa qualidade para que eles não apresentem essa característica no decorrer do tempo e transforme o ambiente em um ambiente sem uso.

O ambiente de descompressão independente do objetivo inicial, deverá apresentar flexibilidade. Então os móveis devem permitir  que os funcionários consigam mudar a configuração da sala. Assim, eles podem se prestar a uma conversa mais privada entre duas ou três pessoas ou, até mesmo, reunir um grupo de 20!

Uma das principais ideias de sala de descompressão é que ela seja confortável e aconchegante para todos, ou seja, atenda a diferentes necessidades e estilos de pessoas. Por isso, outra sugestão é pensar em móveis como sofás, pufes e até espreguiçadeiras ou redes como excelentes opções para relaxar o corpo e a mente.

5. Busque ajuda de profissionais da área

O tema de espaços de descompressão é bem trabalhado por vários sites de arquitetura, então fazer uma busca por conteúdos profissionais é um bom caminho. 

Você pode buscar conteúdo aqui no blog sobre o assunto, mas também visitar blog de nossos parceiros como Marelli e Biccateca.

Além disso, em uma conversa com o arquiteto Matheus Duarte no nosso projeto #parceirosdoconhecimento conversamos sobre “Como a Arquitetura e o Design influenciam no ambiente de trabalho” confira o vídeo abaixo para saber mais sobre o assunto:

Pode também sempre contar conosco para ajuda-lo no que sua empresa precisar!

Se Interessou?

Entre em contato agora com um dos nossos especialistas!

Endereço

Av. Prudente de Morais, 2293 – Lagoa seca
Natal, RN

Telefone

(84) 4006-5767